Publicado em Deixe um comentário

Entenda A Importância Do Manganês Para A Saúde

17 agosto 2021
Entenda A Importância Do Manganês Para A Saúde
Postado por Mateus Kurek Pagliosa
Entenda A Importância Do Manganês Para A Saúde

O manganês é um mineral necessário para o corpo humano em pequenas quantidades e participa de diversas atividades enzimáticas do metabolismo de carboidratos, colesterol e proteínas, eliminação de radicais livres, funcionamento do cérebro e do sistema imunológico, e formação dos ossos.

Neste artigo, listamos os principais benefícios de obter manganês na dieta, alimentos que apresentam bons teores deste mineral e os riscos referentes ao desequilíbrio de suas concentrações no organismo.

Confira!

O Que É O Manganês?

O que é o manganês

O manganês é um mineral necessário para a saúde humana em pequenas quantidades. Pode ser obtido, principalmente, através da ingestão de frutos do mar, cereais integrais, sementes, algumas verduras e legumes, e ervas como chá verde e erva doce.

No corpo, o manganês está geralmente ligado a outros minerais, como o ferro, o cálcio e o zinco, e é um cofator para a atividade de muitas enzimas, incluindo superóxido dismutase de manganês, arginase e piruvato carboxilase. Assim, é um mineral envolvido em uma série de funções vitais, como o metabolismo de aminoácidos, colesterol, glicose e carboidratos, além do combate a radicais livres e melhora da resposta imunológica.

O manganês também é um importante elemento para o desenvolvimento saudável dos ossos, que contribui com o equilíbrio de cálcio no organismo, e, junto com a vitamina K, colabora com o equilíbrio de processos de coagulação e beneficia o fluxo sanguíneo.

O corpo humano contém cerca de 10 a 20 mg de manganês, sendo que de 25 a 40% desta quantidade está presente nos ossos, e a maior parte do restante está no fígado, pâncreas, rins e cérebro.

Benefícios Relacionados Ao Manganês

Benefícios relacionados ao manganês

O manganês é um oligoelemento que participa de diversas funções vitais junto de outros nutrientes. Confira seus principais papéis no organismo.

Manganês e saúde óssea

O manganês é um cofator de várias enzimas envolvidas com a formação dos ossos, além de contribuir com a formação de hormônios reguladores dos ossos. Desta forma, sua deficiência pode ocasionar problemas como a perda óssea e a osteoporose.

Junto com outros minerais, como cálcio, zinco e cobre, ajuda a diminuir problemas relacionados à fragilidade dos ossos e fraturas.

Em um estudo, 10 mulheres com osteoporose (com idade média de 69,3 anos) apresentavam níveis séricos de manganês mais baixos (20 mcg / L) do que 20 mulheres (com idade média de 64,5 anos) que não tinham osteoporose (40 mcg / L).

Em outro estudo em 40 mulheres pós-menopáusicas, os níveis de manganês sérico foram associados positivamente com a densidade mineral óssea, e negativamente com as taxas de fratura óssea.

No entanto, também existem estudos que não verificaram diferenças nos níveis de manganês entre pessoas com e sem osteoporose. Desta forma, mais pesquisas devem ser feitas sobre o potencial individual do manganês sobre a saúde óssea.

Manganês E Diabetes: Qual A Relação?

O envolvimento do manganês no metabolismo da glicose, carboidratos e lipídios pode afetar a tolerância à glicose. Este mineral forma enzimas digestivas que realizam a glicogênese, processo que converte aminoácidos em açúcar e ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue.

Desta forma, muitos estudos avaliam sua influência sobre casos de diabetes.

Estudos encontraram associações entre níveis elevados e reduzidos de manganês e a ocorrência de diabetes tipo 2.

Um grande estudo controlado realizado na China, envolvendo mais de 3.000 pessoas adultas com idade média superior a 50 anos, das quais metade eram diagnosticadas com diabetes tipo 2 e o restante não, mostrou que há uma associação entre níveis reduzidos de manganês e ocorrência de diabetes tipo 2.

Estudos realizados pelo Department of Internal Medicine and Biochemistry testaram efeitos da suplementação de manganês em camundongos suscetíveis ao diabetes ocasionado pela dieta. Os resultados mostraram que uma suplementação de 12 semanas melhorou a tolerância à glicose, na secreção de insulina, na redução da peroxidação lipídica e na função mitocondrial.

No entanto, mais estudos precisam ser realizados em humanos para verificar se o potencial benéfico da suplementação de manganês em casos de diabetes é confirmada.

Outras funções influenciadas pelo manganês

Manganês e função antioxidante: Como comentamos, o manganês está ligado à ação de enzimas antioxidantes ligadas à longevidade, como a superóxido dismutase (SOD) e a arginase, as quais ajudam a prevenir artrite e osteoartrite, doenças cardíacas e câncer por combaterem o estresse oxidativo causado por radicais livres e a inflamação.

Manganês e saúde do cérebro: O manganês está presente nas redes sinápticas do cérebro e, assim, exerce influencia sobre a função cognitiva. Um estudo sobre a ação do manganês na função cerebral informa que baixos teores deste mineral estão relacionados a um maior risco de doenças mentais, alterações de humor, dificuldades de aprendizagem e até mesmo epilepsia.

Manganês e sintomas da TPM: Em níveis ideais, o manganês pode ajudar a atenuar sintomas da TPM. Um estudo publicado pelo American Journal of Obstetrics and Gynecology avaliou a influência dos minerais cálcio e manganês sobre sintomas menstruais em mulheres saudáveis, e demonstrou que baixos níveis de manganês no sangue estavam relacionados com maior intensidade de dores e oscilações de humor durante a fase menstrual.

Pesquisas sobre o manganês: Existem ainda mais potenciais benefícios do manganês, os quais necessitam de mais estudos científicos para serem comprovados. Alguns dos mais interessantes envolvem a participação do manganês no controle de peso, na formação de colágeno e cicatrização da pele e na saúde pulmonar e respiratória.

Quais Os Riscos Da Deficiência E Do Excesso De Manganês?

Quais Os Riscos Da Deficiência E Do Excesso De Manganês

A deficiência de manganês é bastante rara, já que este é um mineral presente naturalmente em concentrações ideais nos tecidos, e excretado naturalmente pelo corpo – principalmente através da bile. Portanto, evidências sobre os sintomas desta condição ainda são limitadas.

No entanto, baixos níveis de manganês podem causar desmineralização óssea, defeitos esqueléticos, alteração no metabolismo de gorduras e carboidratos, desregulação do colesterol, tolerância anormal à glicose, problemas de crescimento em crianças, oscilações de humor, erupções cutâneas, aumento da dor pré-menstrual em mulheres, anemia, fadiga, entre outros.

Os principais fatores que levam à carência deste micronutriente são a baixa ingestão de alimentos que o contenham em boas quantidades, a ocorrência de problemas no fígado e distúrbios digestivos crônicos que impedem a sua absorção adequada.

Já o excesso de manganês é tóxico e pode ser um problema ocasionado por fatores ambientais, alta ingestão ou dificuldades de sua excreção natural. Pessoas com problemas hepáticos ou histórico de alcoolismo têm mais dificuldade de realizar esta eliminação natural.

Vale destacar que a anemia causada pela deficiência de ferro (anemia ferropriva) também compromete este funcionamento, visto que a menor concentração de ferro pode resultar em uma maior absorção de manganês. Portanto, pessoas com este tipo de anemia devem controlar o consumo de manganês.

Embora também seja raro, o excesso de manganês no organismo pode causar danos severos ao cérebro, principalmente nos períodos de desenvolvimento. Seu acúmulo excessivo no sistema nervoso central é denominado como manganismo, e pode provocar danos neurológicos que afetam diretamente a cognição, incluindo a doença de Parkinson, além de causar distúrbios psiquiátricos e motores.

Desta forma, recomenda-se sempre que o uso de suplementos que contenham manganês seja orientado por médico ou profissional capacitado.

Alimentos Ricos Em Manganês

Alimentos Ricos Em Manganês

Confira opções variadas de alimentos ricos em manganês:

Considerações Finais

O manganês é um elemento importante para a atividade enzimática do organismo, e colabora com a manutenção da saúde óssea, sistema imunológico, controle dos níveis de açúcar no sangue e mais. Além disso, pesquisas ainda têm potencial para revelar mais benefícios deste mineral para a saúde.

Clique aqui para ler mais artigos sobre minerais!

Até a próxima!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *